Parecer bem…

Temos assistido, a diversas notícias sobre acontecimentos trágicos, relacionados com doenças mentais, nomeadamente a depressão.
Por falta de informação, ou por crença, a doença mental ainda continua, em certa medida a ser encarada como um “tabú”. O coração, o rim, o pulmão podem adoecer, mas o cérebro não. A sociedade impõe que temos de parecer bem. As redes sociais incitam a ter vidas fantásticas, corpos fantásticos, casas fantásticas, carros fantásticos, famílias fantásticas, etc. Este vício pelo “parecer” em vez de o “ser”, obriga muitas vezes a silenciar sintomas que tendem a agravar-se caso não sejam tratados. A depressão, entendida por alguns especialistas como a doença do século, abrange uma grande parte da população. Muitas vezes por vergonha, ou por não querer ser rotulado de “fraco(a)” as pessoas não procuram ajuda. É possível sim, sair da depressão! Não podemos, nem devemos desvalorizar a saúde mental, pois se não é devidamente acompanhada pode conduzir a desfechos trágicos. A vida é composta por dualidade, pela luz e pela sombra e estes dois lados são necessários, no entanto quando começa a existir desiquilíbrio numa das partes, é necessário pedir ajuda.
No programa Café com…eu e o Daniel Sá Nogueira, estivemos a falar sobre depressão e a experiência de cada um acerca da doença.

 Conheça as “5 Técnicas infalíveis para ser mais autoconfiante”, clique AQUI. É gratuito!

Quer comentar? Faça-o aqui